CURIOSIDADES ECOLÓGICAS

INFORMAÇÕES, REFLEXÕES E AÇÕES ECOLÓGICAS

Comentários para Curiosidades ecológicas”

  1. Simone diz:Responder

    Oi Rui, só assim para a gurizada ler alguma coisa! Muito curiosas as suas postagens. boa sorte bjs

  2. Janine diz:Responder

    “O clamor e as lágrimas das almas dessas crianças se condensam e tomam forma de descontrole dos fenômenos da natureza”.

    DE ONDE ELES TIRARAM ISSO? QUE HORROR! PARECE FILME DO STEPHEN KING.
    SÓ FALTA ELES DIZEREM QUE FANTASMAS VINGATIVOS ESTÃO ATACANDO A TERRA.
    NINGUÉM MERECE!

    1. gaianet diz:Responder

      Boa noite Janine.
      Realmente, este exemplo de visão religiosa e mística da realidade, verdadeira Curiosidade Ecológica, mostra aos ecologistas a importância de ter sempre visões e análises científicas e realistas dos fenômenos e dos processos existenciais, sejam eles sociais, culturais ou naturais.
      Abraço.
      Rui Iwersen, editor de GaiaNet

  3. matheus diz:Responder

    eu não to ficando doido não

  4. Rose Maria Bueno da Silva Orosco diz:Responder

    muito interessante este site

  5. Janine diz:Responder

    Que engraçado, eu rezava diferente…Santo anjo do senhor, meu zeloso guardador, se a ti me confiou a piedade divina, me rege, me guarde, me ilumune. Amém.

    1. gaianet diz:Responder

      Infelizmente, Janine, esta é a nossa realidade: como a religião é incutida em crianças, é natural que cada uma delas entenda ao seu modo o que os adultos lhes fazem decorar e repetir obsessiva e inconscientemente. Logo, cada um de nós, se passou por aquela fase, tem suas lembranças, nem sempre corretas e nem sempre como a de outras crianças e ex crianças.
      Abraço
      Rui Iwersen, editor

  6. Janine diz:Responder

    A síndica do meu prédio comprou um daqueles jipes grandes e agora não consegue tirar da garagem do condomínio pois a roda derrapa na subida. Inclusive fica uma roda no ar.
    Adivinhe o que ela quer fazer? Adaptar todas as rampas das 3 garagens para o carro dela passar. E todos nós teremos que pagar…

    1. Oi Janine.
      Infelizmente, a moda de jipes e de 4×4 para madames não é exclusividade do teu prédio! Uma moradora de meu prédio, onde temos que empurrar o carro que compartilha a garagem conosco para sair, se o nosso carro está atrás, tem um carro importado hidramático que não tem ponto morto! Imagina a dificuldade do dono da garagem que compartilha com ela.
      O vizinho que compartilha a garagem comigo tem um carrão francês (caminhonete Renault Megane) que deve pesar mais de uma tonelada! Às vezes, quando eu preciso empurrar o carrão para sair da garagem, chego a pensar que o vizinho ou sua filha esqueceram o freio de mão puxado!
      “Tempos Modernos”, diriam o Sartre e o Charles Chaplin! “Assim acabaram os habitantes da Ilha de Páscoa”, diria Jared Diamond! (ver Colapso, o livro, ou o artigo de GaiaNet).
      Eu, pessoalmente, não pagaria a reforma da entrada da garagem: eu recomendaria um carro 1.0 flex à madame! De preferência uma bicicleta!
      Abraço.
      Rui Iwersen, editor de GaiaNet

      1. Janine diz:Responder

        Tem pessoas que deixam de ter um apartamento melhor só para ter um monstro desses. Mas na próxima reunião darei a idéia para ela subir de ré que ela consegue sem despesas para os outros condôminos. O pior é que teve uma pessoa que me criticou da seguinte forma: “chamar esse carro de jipe grande é ofender a dona… esse carro é um G3, muito mais caro!” PUTZ!

  7. […] Fonte: Agência Brasil e  www.istoe.com.br […]

  8. […] Fonte: Agência Brasil e  www.istoe.com.br […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP